• A nascente do Alviela constitui a mais importante nascente do nosso país e, como outras da região, situa-se na orla do Maciço Calcário Estremenho.Com uma envolvente de grande beleza paisagística, o Alviela nasce na base de uma escarpa, local conhecido por Olhos de Água, e onde é feito o abastecimento de água para consumo público a Lisboa, desde 1880. Outro curso de água que partilha este local é a ribeira dos Amiais, um pequeno afluente do Alviela e que, ao atravessar calcários no seu percurso, é responsável por um dos mais interessantes fenómenos fluviocársicos do nosso país, dando origem a um sistema de perdas e ressurgências em conjunto com o Alviela.
  • Lisboa e Vale do Tejo

  • Alcanena

  • Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros

  • Carsoscópio

  • PTCON0015 Serras de Aire e Candeeiros

  • Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P.

  • Principais acessos: N1 por Vale de Ventos, N362 - Porto de Mós - Alcanede, pela Mendiga e EM Rio Maior - Porto de Mós, passando por Alcobertas, Casais Monizes, Casal de Vale de Ventos e Arrimal.

     

    GPS: 39.444778, -8.711872

  • Sim

  • Olhos d´Água do Alviela, junto ao edifício da EPAL
  • Olhos d´Água do Alviela, junto ao edifício da EPAL
  • 800 m

  • Todo o ano

  • 1 h

  • 32 m (entre 72 m e 104 m)

  • Fácil

  • Circular

  • Todos os grupos

  • Satisfatório

  • Placas direcionais e informativas.

  • Praia fluvial.

Pontos de Interesse
Acessos

Principais acessos: N1 por Vale de Ventos, N362 - Porto de Mós - Alcanede, pela Mendiga e EM Rio Maior - Porto de Mós, passando por Alcobertas, Casais Monizes, Casal de Vale de Ventos e Arrimal.

 

GPS: 39.444778, -8.711872

Categorias