• A Torre de Almofala é um puzzle até nos próprios nomes que se lhe atribuem: Torre de Almofala, Torre das Águias, Torre dos Frades, Casarão da Torre, Torre de Aguiar ou, como referido em documentos da Idade Média, Turris Aquilaris.

    A torre, em si, é apenas a parte mais visível de um conjunto de ruínas que se estende a partir do cimo de um monte de inclinação suave e pela sua vertente sul, perto da aldeia de Almofala, sendo visível a partir da estrada que liga esta localidade a Figueira de Castelo Rodrigo. Trata-se de um templo romano que foi mais tarde, já da Idade Média, adaptado a torre de vigia.

  • Norte

  • Figueira de Castelo Rodrigo

  • Parque Natural do Douro Internacional

  • Sim

  • Acesso a Almofala a partir de:

    - Porto -  A4 IP2 EN222 e EN332

    - Lisboa: A1, A23, IP2 EN222 e EN332.

     

    GPS: 40.869728, -6.882369

    Inicio do caminho de terra batida GPS: 40°51'52.62"N  6°52'4.41"W

     

  • Monumento Nacional - Decreto nº 129/77, DR, I Série, n.º 226, de 29-09-1977

  • Marco histórico cultural

  • Isolado

  • Pública

  • Romana

  • -